quarta-feira, 25 de novembro de 2009

Vende-se

Está a venda um coração
Ele é pesado e cheio de amor
meio desesperado
Azul porque ama o mar
Vermelho de se apaixonar.

Frágil, dilacerado
com alguns remendos
mas que bate ainda.

Vende-se um coração, e bem rápido
Porque sua dona amou demais
mas não conseguiu ganhar amor.

domingo, 8 de novembro de 2009

E agora?

Certo, as malas estão prontas.
Agora, para onde devo ir?
Que rumo desta vida devo tomar
se tudo o que tenho são os medos
Todos na manchete do jornal diário.

Tenho também um coração enorme
mas que anda pesado.
Uns pares de sapatos usados
meia dúzia de livros
caixas de pedras de plástico coloridas.

E agora Vida?
Você me empurrou sempre
de um lado para o outro
e de repente me esqueceu aqui.
E agora Vida?
Que caminho eu tomo
para ser feliz?