Postagens

Mostrando postagens de Outubro, 2011

Frases de ônibus (2): Tatuagens

Imagem
" Ei, de tanta tatuagem sem noção você vai virar uma figurinha"


Ei, por que você não tatua na pele
algo de moral? Porque não tatua na tua cara um pouco de vergonha?
Enfia no meio da testa um pouco de inteligência? Põe nos teus dedos algo de caridade? Porque não pendura nas orelhas a capacidade de ouvir? Bota no olhar algo de esperança? Porque não pendura na tua língua um beijo de amor?

Frases de ônibus (1) : Beber, esquecer e lembrar

Imagem
"Ela bebeu tanto para esquecer que acabou se lembrando até do que não devia"


Ela bebeu para esquecer e no final se lembrou de uma risada estúpida de um passo torto de se vestir de nudez hipócrita.
Ela bebeu até morrer e reviveu a dor, fez renascer o medo a insegurança a idiotice.
Ela bebeu tanto para se libertar que se prendeu para sempre.

Projeto novo: frases de ônibus

Imagem
O blog andou parado, mas era porque eu estava tramando meu mais novo projeto. Bom, todos que me conhecem sabem que eu uso bastante o transporte coletivo. O que poucos sabem é que é para mim um laboratório observar as pessoas no ônibus, prestar atenção no que dizem, como se comportam, naquele espaço apertado, no intervalo da vida pessoal e da vida profissional, que é o que representa o caminho para o trabalho.
O mais impressionante é que o material recolhido nessas observações são extremamente bons, profundos e intensos. Quem disse que quem anda de ônibus não pensa?Além do mais, existe tanta poesia dentro dos terminais, ônibus e pontos.... Tanta camaradagem entre as pessoas que se vêem todos os dias. Tanto da natureza humana: brigas, declarações de amor, lágrimas doídas, sorrisos, piadas, dor, dificuldades e superações.

Serão publicados aqui mini contos e poemas que escrevi a partir de frases ou situações vividas dentro do trasporte coletivo. Espero que apreciem!

O que eu fui

Imagem
Eu era rochae o mar batia, machucava, doía.
Aí virei terra e em frangalhos ela levada para todo lado, sem rumo sem força, sem dor sem nada.
Aí me calei. Estagnei. Esperei. Me abri a receber o que a vida dava de bom e de ruim. Chorei, encharquei o coração Até que uma semente me tocou e fiz florescer a flor do sorriso virei pétala, macia, que recebe o beijo do beija-flor a carícia do vento.