sábado, 25 de setembro de 2010

Nova fase dançarina: rodando a baiana


Depois de um tempo inanimada
resolvi imitar à Cristo, quando entrou no templo
Revirei as mesas, atirei as cadeiras longe
e fiz voar todos os pombinhos presos nas gaiolas
Aí sobrou espaço no salão da alma
para o grande baile de beleza
de liberdade nos exercícios sincronizados
quadris para cá e para lá
coração na rumba
pernas no tango
braços e ombros na bachata
cabeça no ritmo da música eletrônica
Tudo ao mesmo tempo
tudo movimentando para todos os lados
os pés saltando numa ginástica olímpica
livre
leve
solta
nova
bela
rebelde
cheia de personalidade
repleta de força
pronta para a batalha
Vou caminhando
e o que eu busco é o sol
vou andando
e o que eu quero é brilhar
vou rodopiando
para confundir todo mundo
sigo rodando
sorrindo
porque eu sei exatamente quem eu sou.

Nenhum comentário: