segunda-feira, 11 de julho de 2011

Levanta, sacode a poeira

Enxuguei as lágrimas
e treinei sorrir na frente do espelho.
Contei até 3 e subi no salto
Ensaiei passinhos na sala
prendi o cabelo e a franja soltou
esbanjando personalidade.
As ideias encaraminholando
na caixola
abri bem os olhos de dentro
fucei lá dentro e fiz uma faxina
joguei montes de coisas fora
e enfiei um monte de coisas de fora dentro.
Tudo inverso e insensato.
Respirei
Suspirei
e decidi enfrentar o mundo
para ser feliz.




Nenhum comentário: