Lira do coração estrelado



Eu pulei até o carnaval, amor,
procurando ao menos a alegria
de ter um olhar seu.
Procurei o sabor do seu beijo
nos mais finos doces,
busquei o brilho do seu sorriso
nos faróis dos carros
do trânsito acelerado de São Paulo.


Nem o calor do seu abraço consegui,
e o busquei num delicioso
abrigo de lã....
Não, não foi possível.

E o que ficou?
Superficialidade,
Sorriso ensaiado,
O frio da garoa.
Eu te dei tanto
e você me deu tão pouco.

O coração é ilógico,
tão quanto um jogo de dados.
E eu sou tão lírica
quanto uma estrela...


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Saturno

Espera