Refletindo sobre o Paraíso

Paraíso não!
Viver tanto para aprender a ser para partir para o "não ser"?
Aprender que se é  a atitude que se toma, a escolha que se faz.
Ora, se Deus é verbo que se fez carne, ele é ação.
Se é ação, é jovem, experimentador e curioso.

E vocês ainda creem que Deus
vivia em um gramado, cheio de gente
descansando em paz!

Não me prometam o tal do paraíso.
Quando eu morrer
quero aplicar o que aprendi
e aprender mais com outros seres viajantes.

Acho que o descanso eterno
deve ser o castigo dos infernos!

Não me digam também
o que devo pensar.
Se Deus é ansioso experimentador
não posso crer que ele siga lei qualquer
diferente do amor.

E não existe amor no dinheiro,
muito menos em se achar superior
aos outros.
Deus existe só no perdão.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Saturno

Espera