Eu?



Eu, nacionalista?
Só amo minha terra
Porque me pariu!

Eu, socialista?
Só olho por quem
Olha por mim!

Eu, anarquista?
Se emudeço o grito
Na garganta!

Vida artista!
Papéis invertidos,
Vidas trocadas...

Comentários

Anônimo disse…
tus poemas son bellos. Tienen la belleza de la profunda sensibilidad. Como gotas de lágrimas con un cielo dentro
buenísimos!

Postagens mais visitadas deste blog

Saturno

Espera