quarta-feira, 12 de setembro de 2007

Onde andará?


Onde há esperança?
No horizonte? Afinal o sol nasceu...
No canto, onde a lágrima é verdadeira?
No espanto, que é o que nos impulsiona a viver?
Ou talvez nos olhos que se fecharam para mim?
Ou no encanto, que de repente se quebrou?

Onde, me diga!
Na brisa azul onde pairam as nuvens brancas?
Na lua que brilha sozinha no breu?
Na canção que feneceu?
Ou talvez na luz que se apagou?
........................................................................

Mas talvez haja esperança no coração
porque ele ainda bate
não morreu...

Um comentário:

Deborah disse...

Meu novo post dialoga com o seu!!!
que engraçado isso!
PS: Veja o vídeo também, lindo e romântico!
beijos!