sexta-feira, 7 de setembro de 2007


Tentar sempre!

Tentar sempre!
Mesmo que o tombo seja grande,
A dor dilacerante,
A escuridão alucinante.

Tentar sempre!
Mesmo quando não há mais perspectiva.
Mesmo que estejas aflita,
E a infelicidade te persiga.

Tentar sempre!
Porque se findar a perseverança.
Se calar a esperança,
É teu sonho que se perde,
É tua beleza que se esconde,
É tua vida que termina.

2 comentários:

Keila disse...

amo demais esse texto! toda vez que leio, fico emocionada!!!! ai ai.......

Aracne disse...

Poema forte, cheio de paixão...
É para ser lido todos os dias!!!
Além de boa de prosa, também é boa nas rimas!!!