segunda-feira, 17 de setembro de 2007


Viver

Minha vida é a simplicidade
Do caminho solitário,
De passos calmos na cidade;
De um olhar humanitário
Sob as crianças sem idade.

Minha vida é saudade.
Sentimento mais otário,
Que guarda minha alma num solário,
Sem ar, sem liberdade.

Nenhum comentário: