domingo, 30 de setembro de 2007

Triste


Hoje estou triste
Mas não estou abalada
Pelo fato de viver num país anti-democrático
Nem porque vivo no escuro.
Não estou desiludida por não ser amada
Nem porque meu aconchego é a solidão.
Não tenho raiva por causa da guerra.
Não tenho riso,
Não tenho brilho,
Não me sinto perdida.
Carrego apenas o obscurantismo de ser
E oca, vago no infinito.

Um comentário:

Pierre Caldeira Cortes disse...

Fala Dami,

Gostei da poesia.
A foto está linda.
Demonstra a solidão e tristeza que vc. menciona.
Beijo grande.